Regulamento: Copa do Interior 2013

F E D E R A Ç Ã O P E R N A M B U C A N A D E F U T E B O L

D I R E T O R I A D E F U T E B O L D A S L I G A S D O I N T E R I O R
C O P A D O I N T E R I O R – E D I Ç Ã O 2 0 1 3
N O R M A S E S P E C I A I S
DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º – A “COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR DO ANO DE 2013” Terá início em 28 DE
JULHO (Jogo de abertura) e encerramento previsto para o dia 01 DE DEZEMBRO DE 2013, será promovida e
coordenada pela FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL, conforme disposto neste
REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO (REC).
Art. 2º – Participarão da COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR DO ANO DE 2013, as Seleções das
Ligas do Interior abaixo relacionadas:
AFOGADOS DA INGAZEIRA IPOJUCA SANHARÓ
ARCOVERDE LAGOA DE ITAENGA STª CRUZ DO CAPIBARIBE
BELO JARDIM LAJEDO SÃO BENTO DO UNA
CACHOEIRINHA LIMOEIRO SERTANIA
CAMARAGIBE OLINDA SURUBIM
CARPINA PALMARES TIMBAUBA
GOIANA PAUDALHO TORITAMA
GRAVATÁ PASSIRA
IGARASSU PESQUEIRA

§ 1º – A adesão ao presente REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO efetivar-se-á com a
inscrição dos atletas pelas Ligas, e não comportará qualquer ressalva;
§ 2º – A Liga que se inscrever para disputar a COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR DE 2013,
estará obrigada a participar dos jogos nos locais, datas e horários designados nas tabelas organizadas pela F.P.F.
O não comparecimento nos locais e horários dos jogos, salvo motivo de força maior, implicará na eliminação da
Liga da competição e desfiliação dos quadros da F.P.F.
§ 3° – Este REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO só poderá ser alterado, quanto a forma de
disputa por decisão unânime do Conselho Arbitral, em reunião especificamente convocada para este fim.
Art. 3º – A COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR DE 2013 terá 128 (Cento e Vinte e Oito) partidas
disputadas em 18 (Dezoito) RODADAS, inicialmente com 25 (Vinte e Cinco) Seleções das Ligas, divididas
inicialmente em 07 (Sete) grupos a saber:
GRUPO “A” GRUPO “B” GRUPO “C” GRUPO “D”
Olinda Gravatá Carpina Passira
Igarassu Lagoa de Itaenga Camaragibe Limoeiro
Goiana Ipojuca Paudalho Surubim
Timbauba

GRUPO “E” GRUPO “F” GRUPO “G”
Belo Jardim São Bento do Una Afogados da Ingazeira
Sanharó Lajedo Sertania
Sta
Cruz Capibaribe Cachoeirinha Arcoverde
Toritama Palmares Pesqueira

DA PRIMEIRA FASE (ELIMINATÓRIA)
Art. 4º – Nesta fase as equipes de cada grupo, num total de 07 (Sete) grupos, sendo 04 (Quatro) grupos com 04
(Quatro) seleções e 03 (Três) grupos com 03 (Três) seleções que se defrontarão entre si, em jogos de IDA E
VOLTA e, ao final dos jogos serão classificadas para a 2ª FASE, de cada grupo, as 02 (Duas) Seleções das Ligas
Melhor Classificadas e mais 02 (Duas) seleções de MELHOR ÍNDICE TÉCNICO dentre as Ligas não
classificadas das dos grupos de 04 (Quatro) Seleções, totalizando 16 (Dezesseis) seleções classificadas para a
2ª FASE. Nesta fase serão realizados 66 (Sessenta e Seis) jogos em 06 (Seis) rodadas.
DA SEGUNDA FASE (OITAVAS DE FINAL)
Art. 5º – Nesta fase as 16 (Dezesseis) seleções classificadas da fase anterior, formarão 04 (Quatro) grupos de 04
(Quatro) seleções, defrontando-se entre si em jogos de IDA E VOLTA, classificando-se de cada grupo, as 02
(Duas) Seleções das Ligas Melhor Classificadas. Serão realizadas nesta fase 48 (Quarenta e Oito) jogos em 06
(Seis) Rodadas. PARÁGRAFO ÚNICO – O critério de distribuição das Ligas classificadas por ÍNDICE TÉCNICO, foi
estabelecido pela F.P.F.
GRUPO “H” GRUPO “I” GRUPO “J” GRUPO “K”
1º de “A” 1º de “B” 1º de “E” 1º de “G”
1º de “C” 1º de “D” 1º de “F” 2º de “E”
2º de “B” 2º de “A” 2º de “G” 2º de “F”
2º de “D” 2º de “C” Melhor Índice Melhor Índice

DA TERCEIRA FASE (QUARTAS DE FINAL)
Art. 6º – Nesta fase, as 08 (Oito) seleções classificadas da fase anterior formarão 04(Quatro) grupos de 02(Duas)
seleções, que se defrontarão entre si nos seus grupos em jogos de IDA E VOLTA. Classificando-se de cada grupo
para a 4ª FASE a seleção que somar 04(Quatro) pontos ganhos, ou vencer as duas partidas. Serão realizados
08(Oito) jogos em 02(Duas) rodadas.
PARÁGRAFO ÚNICO – Se ao final dos 90 (Noventa) minutos da segunda partida, as equipes permanecerem em
igualdade de condições em pontos ganhos, será classificada para a fase seguinte a seleção de MELHOR ÍNDICE
TÉCNICO no seu grupo nesta fase. Persistindo ainda a igualdade, a classificada será a seleção de MELHOR
ÍNDICE TÉCNICO em toda competição até a fase específica.
GRUPO “L” GRUPO “M” GRUPO “N” GRUPO “O”
1º de “H” 1º de “I” 1º de “J” 1º de “K”
2º de “I” 2º de “H” 2º de “K” 2º de “J”

DA QUARTA FASE (SEMI-FINAL)
Art. 7º – Nesta fase, as 04 (Quatro) seleções classificadas da fase anterior, formarão 02 (Dois) grupos
com 02 (Duas) seleções que se defrontarão entre si, em jogos de IDA E VOLTA, classificando para as finais a
equipe que em seu grupo somar 04 (Quatro) pontos ganhos ou vencer as 02 (Duas) partidas. Serão realizados 04
(Quatro) jogos em 02 (Duas) rodadas.
PARÁGRAFO ÚNICO – Se ao final dos 90 (Noventa) minutos da segunda partida, as equipes permanecerem em
igualdade de condições em pontos ganhos, será classificada para a fase seguinte a seleção de MELHOR ÍNDICE
TÉCNICO no seu grupo nesta fase. Persistindo ainda a igualdade, a classificada será a seleção de MELHOR
ÍNDICE TÉCNICO em toda competição até a fase específica.
GRUPO “P” GRUPO “Q”
1º de “L” 1º de “N”
1º de “M” 1º de “O”

DA QUINTA FASE (FINAL)
Art. 8º – Nesta fase as 02 (Duas) seleções classificadas da fase anterior, serão as finalistas e decidirão o título em
02 (Duas) partidas em jogos de IDA E VOLTA, sagrando-se CAMPEÃ a seleção que somar 04 (Quatro) pontos
ganhos ou vencer as 02 (Duas) partidas, e a segunda colocada a VICE-CAMPEÃ. Serão realizados 02 (Dois)
jogos em 02 (Duas) rodadas.
PARÁGRAFO ÚNICO – Se ao final dos 90 (Noventa) minutos da segunda partida, as equipes permanecerem em
igualdade de condições em pontos ganhos, será considerada CAMPEÃ a seleção de MELHOR ÍNDICE
TÉCNICO na fase. Persistindo ainda a igualdade, será considerada CAMPEÃ da COPA DO INTERIOR DE
FUTEBOL AMADOR 2013 a seleção de MELHOR ÍNDICE TÉCNICO em toda competição.
GRUPO “R”
1º de “P”
1º de “Q”

DO MANDO DE CAMPO
Art. 9º – Só poderá haver mudança do local da realização dos jogos por determinação da F.PF.
Art. 10º – Nos jogos da PRIMEIRA FASE (Eliminatória), e SEGUNDA FASE (Oitavas de Final) o mando de
campo foi estabelecido pela F.P.F.
Art. 11º – Na TERCEIRA FASE (Quartas de Final), QUARTA FASE (Semi-Final) E QUINTA FASE (Final), o
mando de campo será favorável a equipe possuidora do MELHOR ÍNDICE TÉCNICO no acumulado das fases
(Em toda competição até a fase específica), jogando a 1ª partida no campo da adversária e a 2ª em seu próprio
campo.

DO ÍNDICE TÉCNICO

Art. 12º – A equipe de MELHOR ÍNDICE TÉCNICO, será aquela que na fase específica, ou até a fase específica
ou em toda Competição:
1 – Houver conquistado a maior média dos pontos ganhos, obtida na divisão do número de pontos ganhos
pelo número de jogos realizados;
2 – Houver conquistado a maior média de vitórias, obtidas na divisão das vitórias pelo número de jogos
realizados;
3 – Houver conquistado o melhor saldo médio de gols obtidos na divisão de saldo total pelo número de
jogos realizados;
4 – Houver assinalado a maior média de gols, obtidos na divisão do total de gols marcados pelo número de
jogos realizados;
5 – Houver sofrido a menor média de gols, obtidos na divisão do total de gols sofridos pelo número de
jogos realizados;
6 – Pelo confronto direto;
7 – Apresentar a melhor campanha na(s) fase(s) anterior(es).

DA CONTAGEM DOS PONTOS

Art. 13º – A COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR 2013 será regido pelo sistema de pontos ganhos,
dentro do seguinte critério:
a) Por Vitória – 03 (Três) pontos ganhos;
b) Por Empate – 01 (Um) ponto ganho;
c) Por Derrota – 00 (Zero) ponto ganho.

DA ORGANIZAÇÃO
Art. 14º – A competição será disputada de acordo com as disposições contidas neste REGULAMENTO
ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO e REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES DA F.P.F.
DOS TÍTULOS E TROFÉUS
Art. 15º – A nomenclatura e as normas com relação aos troféus e títulos serão da competência exclusiva da
Diretoria da F.P.F., podendo ser definidas a qualquer tempo da competição.

– A equipe CAMPEÃ da COPA DO INTERIOR 2013 receberá o Troféu AMARO BATISTA CIRÍACO,
40(Quarenta) Medalhas de cor Dourada;

– A equipe VICE CAMPEÃ da COPA DO INTERIOR 2013 receberá o Troféu, 40(Quarenta) medalhas de cor
Prateada.

DA ORGANIZAÇÃO DA TABELA E DO LOCAL DOS JOGOS

Art. 16º – A tabela dos jogos da competição será elaborada pela F.P.F.
Art. 17º – Os jogos da COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR 2013 serão realizados nos campos
indicados pelas Ligas, aprovados pela F.P.F.

DA APRESENTAÇÃO DAS EQUIPES EM CAMPO

Art. 18º – As Ligas deverão apresentar suas equipes em campo, devidamente uniformizadas, até 05 (Cinco)
minutos antes do horário previsto para o início da partida.
Art. 19º – Nas partidas em que o árbitro entender que a semelhança do uniforme das equipes possa prejudicar na
identificação dos atletas, sendo em conseqüência necessária a troca dos padrões, essa será feita pela equipe
VISITADA (Mandante do jogo).

DOS ATLETAS

Art. 20º – Só poderão participar da competição, 30 (Trinta) atletas amadores que forem previamente inscritos por sua Liga em
condições legais de jogo, que tenham até 22 (Vinte e Dois) anos de idade completados até dezembro de 2013 (nascidos em
1991).

§ 1º – Os atletas deverão assinar a súmula de jogo, após se identificarem ao árbitro reserva ou seu substituto eventual,
mediante exibição da carteira de Atleta emitida pela Federação Pernambucana de Futebol ou de qualquer dos documentos
oficiais com foto (carteira de identidade, certificado de reservista , alistamento militar, ou carteira profissional) , devendo a
assinatura ser feita primeiramente pela equipe que tenha o mando de campo, sendo:
a) Até 45 (Quarenta e Cinco) minutos antes da hora marcada para o início da partida a equipe VISITADA, que
detenha o MANDO DE CAMPO;
b) Até 30 (Trinta) minutos antes da hora marcada para o início da partida, a VISITANTE.

§ 2º – Os atletas das equipes só poderão usar uniformes previstos no Estatuto de suas Ligas, contendo a identificação da Liga
e as numerações que serão para os atletas que iniciarão a partida, obrigatoriamente de 01 (Um) a 11 (Onze) e os suplentes de
12 (Doze) a 18 (Dezoito).

§ 3º – O pedido inicial de inscrição de atletas das Ligas é de no mínimo 18 (Dezoito) atletas que deverá ser protocolado na
F.P.F., até 48 (Quarenta e Oito) horas úteis antes da sua primeira partida, podendo na conformidade do Caput deste artigo
complementar a inscrição até 48 (Quarenta e Oito) horas úteis antes do início da SEGUNDA FASE, não sendo permitido
substituir atletas já inscritos.

Art. 21º – O atleta inscrito para participar da COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR 2013, por uma Liga, não
poderá transferir-se para competir por outra também participante da mesma Competição, se participou efetivamente da
partida. Caso tenha assinado a SÚMULA como suplente e não tenha atuado, nem sido apenado, poderá inscrever-se por
qualquer outra Liga, mediante solicitação da transferência protocolada na F.P.F.

Art. 22º – A Liga que durante a Competição incluir em sua equipe atleta que não esteja regularmente inscrito ou em condição
de jogo, nos termos deste REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO e Legislação em vigor, estará sujeito as
penalidades na conformidade do CBJD.

Art. 23º – A cada série de 03 (Três) CARTÕES AMARELOS atribuídos ao atleta, este deverá cumprir 01 (Uma)
SUSPENSÃO AUTOMÁTICA.

Art. 24º – Na Decisão da COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR 2013, em 02 (Duas) partidas, os atletas das
equipes disputantes terão perdoados todos os CARTÕES AMARELOS porventura recebidos durante a Competição, exceto
se na última partida da 4ª FASE tenha sido apenado com um cartão amarelo que complete a série de 3 (Três) quando terá que
cumprir SUSPENSÃO AUTOMÁTICA na 1ª partida da FASE FINAL.

DAS SUBSTITUIÇÕES

Art. 25º – Durante a realização de uma partida, só poderão ser substituídos 03 (Três) atletas, não havendo distinção entre
goleiro e os demais jogadores. Não será admitida a substituição de jogador expulso pelo árbitro, nem o retorno do que foi
substituído.

DA ARBITRAGEM

Art. 26º – A arbitragem das partidas da COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR 2013, ficará a cargo dos árbitros
do SAFEPE, sendo o árbitro reserva e os auxiliares pertencentes as LIGAS DO INTERIOR.

§ 1º – Na partida inicial e nas duas partidas finais os trios de arbitragem serão do SAFEPE.

§ 2º – Os árbitros ao se apresentarem para o exercício de suas funções deverão estar uniformizados, com o
equipamento indispensável na forma estabelecida pelo SAFEPE.

Art. 27º – A Federação Pernambucana de Futebol, através do SAFEPE, dará ciência da designação dos árbitros e auxiliares,
pelas escalas afixadas na CEAF, NA PORTARIA DA FPF OU ATRAVÉS DE OUTRO MEIO DE COMUNICAÇÃO.

Art. 28º – Cada Liga do Interior deverá enviar à F.P.F., uma relação contendo no máximo 05 (Cinco) árbitros, os quais
atuarão como auxiliares e reservas nos jogos da Competição.

Art. 29º – As taxas de arbitragem serão pagas pela equipe mandante do jogo, antes do início da partida, assim como as
despesas de transporte e hospedagem dos árbitros.

Art. 30º – É facultado ao Presidente de qualquer uma das Ligas disputantes, ou seu representante legal, solicitar ao árbitro
reserva ou seu substituto eventual, a conferencia de qualquer atleta participante da partida com sua carteira e, no caso de
qualquer dúvida será relatada a ocorrência.

DAS DISPOSIÇÕES FINANCEIRAS
Art. 31 º – A F.P.F., não terá a qualquer título, nenhuma participação nas rendas dos jogos:

§ 1º – As despesas de transporte e hospedagem das Seleções visitantes, correrão por conta das suas
respectivas Ligas.
§ 2º – A arrecadação total de cada jogo, caberá à Liga mandante do jogo.

§ 3º – Os preços dos ingressos para jogos serão fixados a critério das Ligas mandantes dos jogos.

§ 4º – As despesas dos bilheteiros, porteiros e outras necessárias à organização e realização dos jogos,
correrão por conta das Ligas mandantes dos jogos.
DAS INFRAÇÕES E PENALIDADES
Art. 32 º – ressalvadas as sanções de natureza regulamentar, as infrações disciplinares serão processadas e
julgadas na forma estabelecida no CBJD.
Art. 33º – A inobservância das disposições contidas neste REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO e
REGULAMENTO GERAL DAS COMPETIÇÕES, sujeitará o infrator as penalidades neles previstas que serão
aplicadas pela Direção da F.P.F., conforme o caso, independentemente das demais sanções de competência da
Comissão Disciplinar.
Art. 34º – O atleta que for expulso do campo ou do banco de suplentes ficará automaticamente impedido de
participar da partida subseqüente.
DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
Art. 35º – A COPA DO INTERIOR DE FUTEBOL AMADOR DE 2013, terá seu início em 28 DE JULHO e
encerramento em 01 DE DEZEMBRO DE 2013, salvo motivo de força maior.
Art. 36º – Qualquer Liga participante da Competição que recorrer a Justiça Comum antes de percorrido as
instancias desportivas, será desligada da Competição.
Art. 37º – Cada Liga Desportiva fica obrigada a informar ao árbitro central o valor da RENDA e o PÚBLICO
PAGANTE do jogo, que deverá constar no relatório do mesmo.
Art. 38º – Caberá a F.P.F., designar um representante para os jogos da Competição.
Art. 39º – Os casos omissos, de interpretação ou controversos que venham gerar dúvidas, serão resolvidos pela
Diretoria da F.P.F.

JORGE DE ARAÚJO VIEIRA JÚNIOR
Administrativo

DAVID SABINO DE ALBUQUERQUE
Contato FPF / Ligas

ROBERTO ZAIDAN GAMA
Social

Este post tem 0 Comentários

Deixe seu comentário